top-banner-image

A defesa costeira da cidade do Porto na Grande Guerra da Foz do Douro ao Porto de Leixões – breves notas

Journal

Esta comunicação pretende abordar as questões ligadas à defesa da linha costeira da Cidade do
Porto durante a Grande Guerra, entre 1914 e 1918, tendo em conta o seu posicionamento da
face ao Atlântico e abraçada por dois sistemas portuários: um, tão antigo quanto a própria cidade
e que eram os fundeadouros do rio Douro e outro, novo e inovador, que era o ainda em
construção Porto de Leixões. Embora Portugal já combatesse em África com a Alemanha de
forma não declarada, resultando em várias expedições do Exército e da Marinha a Angola e a Moçambique, até à declaração de guerra de 9 de Março de 1916, os portos nacionais não estariam sob ameaça da Frota de Alto Mar germânica, sendo considerados neutrais e daí o elevado número de navios mercantes alemães quando do seu apresamento pelas autoridades portuguesas, rastilho da declaração de guerra da Alemanha a Portugal a 9 de Março de 1916.

Amândio Barros

Publication

Year of publication: 2014

Identifiers

Alternative Titles