top-banner-image

Autodiagnóstico de práticas organizacionais

Journal

Seguindo os princípios do mainstreaming1, o Autodiagnóstico de Práticas Organizacionais em matéria de igualdade de género, centra-se num conjunto de dimensões e indicadores basilares para identificar as práticas de gestão que contribuem para a igualdade de género e para identificar e analisar os aspetos onde se registam desigualdades e desequilíbrios entre homens e mulheres.
Este autodiagnóstico permite definir políticas de atuação futura que contrariem as desigualdades existentes, que estimulem o tratamento de colaboradores e colaboradoras em moldes não discriminatórios e que contribuam proactivamente para a efetiva igualdade entre mulheres e homens no
local de trabalho, com eco na vida familiar e vida pessoal dos sujeitos.
POPH/QREN

Publication

Year of publication: 2013

Identifiers

Alternative Titles